Dez aeroportos e as quatro companhias aéreas do Brasil estão na lista dos mais pontuais do mundo, de acordo com o relatório anual da consultoria britânica OAG, que avaliou 57 milhões de voos e as 250 companhias aéreas que mais voaram em 2017. A Azul ficou em 12º lugar, com 84,14% de pontualidade, entre as 20 melhores companhias do mundo. E os aeroportos de Confins (MG) e Afonso Pena (PR) são os dois mais pontuais do País.

O critério da OAG para classificar o voo como "pontual" é decolar ou pousar com atraso abaixo de 15 minutos, incluindo os voos cancelados que reduzem a pontualidade da empresa ou aeroporto. Além disso, a consultoria avaliou as 20 maiores rotas globais (domésticas e internacionais). A ponte aérea Congonhas-Santos Dumont foi considerada a 5ª rota doméstica mais movimentada do mundo.

No caso dos aeroportos, Curitiba (PR), Recife (PE) e Porto Alegre (RS) estão entre os 20 mais pontuais do mundo na categoria "pequenos aeroportos", que considera a oferta de 2,5 milhões a 5 milhões de assentos nos voos por ano. O terminal curitibano teve a melhor classificação entre os brasileiros (14º lugar), com 84,65% de pontualidade. Recife ficou em 17º (83,61%), e Porto Alegre, em 20º (83,45%).

Já o aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), teve a melhor nota de pontualidade entre os terminais do País avaliados pela OAG, com 84,96% de pontualidade. O resultado garantiu o 4º lugar para o terminal na categoria "aeroportos médios". Na mesma categoria também foram classificados os aeroportos de Santos Dumont (7º) e Viracopos (12º), com 84,33% e 83,14% de pontualidade, respectivamente.

Na categoria de "grandes aeroportos", Brasília ficou em 4º lugar, com 84,58% dos voos (chegada e partida) operados com até 15 minutos de atraso. Galeão e Congonhas compõem a lista dos 20 mais pontuais do mundo na classificação entre 10 milhões a 20 milhões de assentos nos voos por ano. Guarulhos, por sua vez, ficou em 11º lugar na categoria "mega-aeroportos" (entre 20 milhões e 30 milhões de assentos nos voos por ano), com 79,70% de pontualidade.

Entre as 20 melhores companhias aéreas do mundo, segundo a OAG, a Azul obteve o melhor resultado entre as companhias nacionais (12º lugar), com 84,14% de pontualidade. Além disso, o anuário da consultoria britânica também classificou as empresas áreas em três categorias: operadores aéreos, megacompanhias aéreas e operadoras de baixo custo. Entre as megacompanhias aéreas do mundo aparece o grupo Latam, sendo a 8ª colocada e única empresa da América do Sul, com 79,39% de pontualidade.

Na categoria "operadoras aéreas", a Avianca ficou em 16º lugar, com 81,44%. Para ser classificada nesse segmento, a empresa aérea deve estar entre as 250 melhores do mundo em termos de assentos-quilômetros ofertados (ASKs), e deve ter operado mais de 30 mil voos programados em 2017. No segmento das empresas de baixo custo, a Azul foi a 5ª colocada, e a GOL ficou com a 8ª posição, com 81,73%. Nessa seleção, o relatório inclui, também, as 250 melhores companhias em termos de ASKs e que operaram pelo menos 30 mil voos programados em 2017.

Fonte: Jornal do Comércio 10/01/2018

  : aviacao-comercial, brasil, internacional