Os segmentos de transporte aéreo e rodoviário registraram desempenho positivo, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), nos 12 meses encerrados em maio de 2021. Análise realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) com base nesses dados mostra que profissões que haviam sido severamente atingidas pela primeira onda da pandemia de covid-19 figuram no ranking das atividades com maiores avanços no emprego.

A CNC avaliou o desempenho recente do saldo de vagas celetistas, considerando mais de 2.500 profissões, observando não apenas a significância da expansão da força de trabalho, mas também critérios de representatividade. De acordo com o Caged, o emprego celetista registrou um saldo positivo de 2,58 milhões de postos de trabalho, o que representa um crescimento de 6,8% em relação ao estoque de postos de trabalho de maio de 2020.

A reativação do mercado de trabalho celetista nos últimos 12 meses atinge atualmente a maioria das atividades econômicas na forma de geração de saldos positivos expressivos entre admissões e desligamentos. Destacam-se as ampliações nas respectivas forças de trabalho da construção (+15% ou 317,2 mil vagas), agropecuária (+9,5% ou 150 mil vagas), indústria (+8,8% ou 636 mil vagas) e comércio (+7,2% ou 642,9 mil vagas).

Os serviços, último grande setor a reaver o nível de atividade pré-pandemia, também já computam mais admissões do que desligamentos (saldo de 838 mil vagas), porém a um ritmo relativo inferior (+4,6%) ao da média do mercado de trabalho e concentrado em profissões ainda específicas.

Fonte: Panrotas 20/07/2021

  : aviacao-comercial, brasil