A chilena JetSmart anunciou o Brasil como seu quarto destino internacional, que iniciará as operações para Salvador ainda este ano e, na sequência, voará para Foz do Iguaçu e São Paulo.

A empresa de ultra baixo custo (ultra low fare), pertencente ao fundo de investimentos norte-americano Indigo Partners,recebeu recentemente mais seis A320neo, permitindo crescer 55% e inaugurar novas frequências internacionais. A empresa transportou mais de 4 milhões de passageiros no Chile, Argentina e Peru e prepara sua expansão para o Brasil, o maior mercado de aviação na América do Sul. “Hoje anunciamos as nossas rotas internacionais para o Brasil, um dos mercados mais importantes e dinâmicos da América do Sul”, comentou Estuardo Ortiz, CEO da JetSmart.

A JetSmart terá voos sem escalas a partir de Santiago do Chile para três importantes destinos no Brasil, atendendo Foz do Iguaçu, rota que deverá ter como rival a brasileira Gol na alta temporada, além de Salvador considerado um importante polo para turistas sul-americanos. Por fim, a empresa espera ingressar no cobiçado mercado de São Paulo, que deverá ocorrer em 20 de março de 2020. A empresa sul-americana espera transportar aproximadamente 30.000 viajantes nessa rota anualmente com dois voos semanais. Inicialmente, Salvador contará com três frequências semanais (às terças, às sextas e aos domingos) no verão e duas no resto do ano, enquanto Foz do Iguaçu duas. A companhia espera transportar mais de 33.000 passageiros para a capital baiana e outros 30.000 para Foz do Iguaçu.

A companhia baseada no conceito ultra low fare oferece tarifas com valores bastante competitivos onde o cliente paga apenas pelo que necessita para a sua viagem e pode escolher pelos serviços opcionais no próprio site durante a reserva. “Por que pagar pela bagagem se não levo bagagem?”, questiona Ortiz.

Com a chegada ao mercado brasileiro, a JetSmart passará a voar para quatro países, totalizando nove rotas internacionais, que se somam as seis que já são oferecidas: Santiago-Buenos Aires, Santiago-Lima, Santiago-Trujillo, Santiago-Arequipa, Antofagasta-Lima e Concepción-Lima.

Fonte: AeroMagazine 24/09/2019

  : aviacao-comercial, brasil