A movimentação de passageiros e aeronaves no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, deverá ter alta durante este mês, seguindo a tendência contínua de crescimento.

São esperados cerca de 699 mil passageiros ao longo do mês de outubro, um crescimento de 11% em relação a setembro. O número de voos deverá chegar a 6.200, 6% a mais do que foi operado no mês passado.

Na comparação com outubro de 2020, o aumento na movimentação de passageiros deverá chegar a 70%.

“Aos poucos vamos retomando os patamares anteriores à pandemia da Covid-19. O aumento da população imunizada e a retomada das atividades mostra que podemos ficar otimistas com a alta de fluxo de passageiros para o fim do ano. O feriado de 12 de outubro é um importante fator para que possamos alcançar a marca de quase 700 mil passageiros neste mês”, ressalta Clayton Begido, gestor de Conectividade e Aviação da BH Airport.

Destinos

Ao longo deste mês, o aeroporto estará conectado a 42 destinos regulares e extras – que atenderam o feriado de 12 de outubro.

São eles: Aracajú (SE), Barreiras (BA), Belém (PA), Brasília (DF), Cabo Frio (RJ), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Comandatuba (BA), Cruz (CE), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Foz do Iguaçu (PR), Goiânia (GO), Governador Valadares (MG), Guanambi (BA), Ilhéus (BA), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Marabá (PA), Montes Claros (MG), Natal (RN), Parauapebas (PA), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro – Galeão (RJ), Rio de Janeiro – Santos Dumont (RJ), Salvador (BA), São José do Rio Preto (SP), São Luís (MA), São Paulo – Congonhas (SP), São Paulo – Guarulhos (SP), Teixeira de Freitas (BA), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Vitória (ES) e Vitória da Conquista (BA), e os internacionais Lisboa (Portugal) e Cidade do Panamá.

COVID-19

Para quem viaja a Belo Horizonte, em voos internacionais, há obrigatoriedade de realização de teste PCR para Covid-19. O exame precisa ser feito com até 72 horas de antecedência e apresentado durante o embarque no país de origem. Também deve ser apresentada declaração de Saúde do Viajante (DSV) preenchida com a concordância sobre as medidas sanitárias que devem ser cumpridas durante o período que estiver no Brasil.

Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em voo internacional, os passageiros terão contato com a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), que identifica se há alguém com algum sintoma de Covid-19 ou precisando de atendimento médico.

Fonte: Aeroflap 05/10/2021

  : aviacao-comercial, brasil