Os novos veículos aéreo urbanos se aproximam de sua viabilidade prática, mas seus sistemas ainda são um dos desafios da indústria. Contudo, alguns devem ser bastante compactos, como o de controle de voo e do sistema fly-by-wire, que atualmente já são do tamanho de um livro de bolso.

A Honeywell uniu forças com a britânica Vertical Aerospace, desenvolvedora de aeronaves elétricas com capacidade de decolagem e pouso verticais (eVTOL), para enfrentar o que chama de os “desafios técnicos, regulatórios e comerciais do emergente segmento de mobilidade aérea urbana”. O co-fundador e CEO da Vertical Aerospace, Stephen Fitzpatrick, chama a UAM de "uma característica fundamental das cidades do futuro".

Os fabricantes assinaram um memorando de entendimento (MoU, na sigla em inglês) que deverá ser formalizado no início do terceiro trimestre, que prevê que a Honeywell fornecerá os sistemas principais a Vertical Aerospace, para sua futura aeronave. Entre os quais uma suíte dedicada de aviônicos, equipamentos de navegação e um novo sistema fly-by-wire compacto, lançado pela Honeywell no início de junho.

Contido em uma caixa do tamanho de um livro de bolso, o computador em desenvolvimento reúne em um pequeno processador os controles de voo de um avião, diz a Honeywell. O recurso adiciona estabilidade a pequenas aeronaves do tipo eVTOL, acionando atuadores elétricos e ajustando dinamicamente superfícies de controle e motores, para proporcionar um voo suave.

O sistema reduz a turbulência e permite que os projetistas ultrapassem os limites atuais da aerodinâmica, eliminando a necessidade de pesados sistemas hidráulicos, cabos de controle ou hastes de comando. O sistema fly-by-wire também possui uma arquitetura de controle de voo do tipo triplex, oferecendo várias opções de backup em caso de falha.

"A tecnologia permite que essas aeronaves voem com mais segurança, acelerando toda uma nova era no que está emergindo rapidamente como uma nova economia de transporte", diz Carl Esposito, presidente de soluções eletrônicas da Honeywell.

A Vertical Aerospace planeja lançar a primeira família de aeronaves eVTOL "sem carbono" no mercado até quatro anos. Em maio de 2018, ela voou em um demonstrador de tecnologia não tripulado em escala real e está desenvolvendo uma versão experimental, com cinco lugares, que deve ser apresentada em 2020.

Fonte: Aero Magazine 07/06/2019

  : aviacao-executiva, aviacao-geral, internacional