De acordo com The National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH), agência federal dos Estados Unidos responsável por pesquisas e recomendações de prevenção contra lesões e doenças relacionadas ao trabalho, quem atua na aviação está mais propenso a ser diagnosticado com melanoma e outros tipos de câncer de pele. Isso porque a equipe é exposta diretamente aos raios UVA e UVB, provenientes do sol.

Para melhorar a proteção contra a radiação, engenheiros e químicos da divisão aeroespacial da empresa PPG, que desenvolve tintas e revestimentos para diferentes aplicações, estão trabalhando para aprimorar transparências para janelas e para-brisa capazes de preservar ainda mais a tripulação e os passageiros.

A fabricação do para-brisa de uma aeronave utiliza camadas de vidro, policarbonato e acrílico, entre outros componentes. Vários desses materiais sofrem degradação por causa da radiação solar. Assim, com o objetivo de melhorar o combate aos raios solares e seus efeitos nocivos para a saúde humana, a PPG está desenvolvendo a nova transparência, que se encontra em fase de testes nos Estados Unidos.

Após este período, a previsão é que a nova transparência seja validada e comercializada até 2020. Para mais informações acesse o portal www.ppg.com. 

Fonte: Flap Internacional 07/05/2019

  : aviacao-comercial, aviacao-executiva, aviacao-geral