Após a redução na alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o querosene de aviação no estado de São Paulo, as empresas aéreas firmaram um compromisso de ampliar a malha aérea estadual.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas, foram formalizados a criação de 401 novos voos a partir do estado de São Paulo, para diferentes estados e entre cidades do interior paulista. A expectativa é que até o final do ano o número de novos voos chegue a 490, frequências para 38 cidades em 21 estados.

As empresas Azul, Gol, Latam e Passaredo anunciaram os seis novos destinos dentro do estado de São Paulo, voando agora regularmente para Barretos, Franca, Guarujá, Araraquara, Votuporanga e São Carlos.

“Nós estamos completando hoje o lançamento de 401 novos voos a partir do Estado de São Paulo, antecipando 81% da meta acordada após a redução do ICMS sobre o combustível dos aviões, para mostrar que é possível fazer a aviação crescer a partir de uma decisão que contribui com o desenvolvimento econômico não só de São Paulo, mas de todo o país”, afirmou o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

A Passaredo lançou 62 operações semanais a partir do estado de São Paulo, incluindo Votuporanga e São Carlos, que não constavam na malha aérea regular. O anúncio foi realizado durante cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual. Já a Azul recentemente voos para o Guarujá e Araraquara. Enquanto a Gol terá operação em duas novas localidades, Barretos e Franca.

Um dos primeiros atos do atual governo paulista foi reduzir a alíquota do ICMS sobre o querosene de aviação de 25% para 12%, exigindo a contrapartida a criação de 490 frequências e praticamente dobrando o número de cidades no estado atendidas por voos regulares, passando de sete para 13 localidades.

Fonte: Aero Magazine 24/04/2019 

  : aviacao-comercial, brasil